Benefícios

Após três meses se estendendo da data-base da categoria (1º de janeiro), acompanhados de uma dose enorme de persistência - pelo lado dos trabalhadores, e de grande choradeira - pelo lado dos patrões, conquistas consideráveis (dentro de nossa realidade) foram alcançadas pelos Trabalhadores em Telemarketing e toda nossa categoria.

As negociações da Campanha Salarial 2016 se deram no contexto de um conjunto de incertezas, em que o patronal se pautou na negatividade nas discussões e dificultou ao máximo as tratativas durante todo o processo negocial, o que levou à extensão do período de negociações e a uma grande apreensão por parte da categoria.

Apesar do quadro negativo, a participação da categoria contribuiu para obtenção de resultados significativos e de grande relevância, como o reajuste no vale alimentação/refeição em 11,53%, com ganho real - para os trabalhadores de 36 horas semanais, a partir da assinatura da Convenção Coletiva.

O piso salarial destes trabalhadores foi reajustado em 11,26% (inflação do período) e, devemos ressaltar, ele será pago retroativo a nossa data-base (1º de Janeiro). E que para os demais trabalhadores, dos 2,82% apresentados pelo patronal, conquistamos 6%.

A reposição integral da inflação (11,26%) no piso salarial, elevando-o de R$ 800,00 para R$ 890,00, representou uma conquista importante.

O pagamento da PLR de R$ 209,00 no mês de abril é outra garantia, que consta na Convenção Coletiva de Trabalho. Vale lembrar, que os reajustes são retroativos à data-base, ou seja, valem a partir de 1º de janeiro e que as diferenças serão pagas pelas empresas no próximo holerite.

O Sintratel realizou diversas Assembleias durante o processo negocial, consultando os trabalhadores sobre as propostas e para o encaminhamento nas negociações, e para o fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho 2016.

Confira AQUI a Convenção Coletiva de Trabalho 2016 na íntegra

Confira AQUI a ratificação da Cláusula 44 da Convenção, que saiu com erro na original.

TabelaSite-3 

 

0
0
0
s2smodern