Notícias

Preço nas refinarias da Petrobras teve reajuste de 3,43% no domingo

O preço do botijão de gás de cozinha com 13 quilos já chega a R$ 95 na capital paulista. O valor considera o custo para entrega em casa e foi encontrado na região central de São Paulo. Para retirada na revendedora, o abatimento no preço é de quase R$ 10.

Preço do botijão muda se for para retirar na revendedora ou para entrega em casa - Gabo Morales/Folhapress

No último domingo, a Petrobras reajustou o gás de cozinha nas refinarias em 3,43% e a tendência é que o preço comece a subir nos revendedores a partir desta semana, pois depende do estoque antigo ser substituído.

Até a semana passada, o valor máximo identificado pela ANP (agência nacional de combustíveis) em São Paulo tinha sido de R$ 90. Uma semana antes, entre os dias 21 e 27 de abril, o botijão mais caro custava R$ 80.

O consumidor que quiser se antecipar a novos reajustes terá de pesquisar, pois a variação é grande de uma região para outra. Levantamento feito ontem à tarde pela reportagem aponta uma diferença de 46,15% no preço cobrado pelo botijão para entrega e de 43,3%, para retirada na revendedora.

Quem vai até a empresa comprar e retirar consegue pagar um pouco menos. Na zona leste da capital, ainda era possível achar botijão por R$ 60. No centro, passa de R$ 90 e, na zona norte, ainda dá para comprar por menos de R$ 70, no caso daqueles que topam buscar o gás.

A estimativa do Sindigás (Sindicato das Distribuidoras) é que o repasse ao consumidor fique entre 3,3% e 3,6%. Nas refinarias, o botijão de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), como o gás de cozinha é chamado, passou de R$ 25,33 para R$ 26,20. Antes de chegar ao consumidor, o preço ainda sofre incidência de impostos federais e estaduais, custos de transporte e margem de lucro da revendedora.

Fonte: Agência Brasil

0
0
0
s2smodern

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar