Notícias

Com a presença de aproximadamente 300 sindicalistas, o Seminário Precarização do Trabalho e Reforma Sindical, promovida pela União Geral dos Trabalhadores do Estado de São Paulo (UGT-SP), nesta segunda-feira (09), em Campinas, aprovou, por unanimidade um manifesto de repúdio às medidas antissindicais anunciadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e, principalmente contra a MP 905 que, entre outras coisas institui a Carteira Verde e Amarela, que, se aprovada trará sérios prejuízos aos trabalhadores, principalmente aos jovens, que hoje representam a grande maioria dos 13 milhões de desempregados do País.

 

Segue o manifesto:

 

 

 

 

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_14.59.43.pn

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_15.17.38.pn

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_14.49.08.pn

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_12.27.33_1.

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_12.27.33.pn

 

WhatsApp_Image_2020-03-09_at_12.27.32.pn

0
0
0
s2smodern

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar