Notícias

Em reunião realizada nesta quarta-feira (13) as centrais sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB e NCST, definiram as diretrizes que deverão balizar as lutas e manifestações contra a perda de empregos, a falta de uma política de industrialização e o retrocesso a uma condição do Brasil de exportador de produtos primários, expressos no caso do fechamento da Ford no país e no fechamento de agências do Banco do Brasil.

Para os sindicalistas esta situação que já nos primeiros dias de 2021 castiga os trabalhadores, resulta da política de destruição e de aprofundamento do abismo social exercida pelo atual governo.

 

Confira a íntegra da nota:

0
0
0
s2smodern

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar