Aconteceu

A re(de)forma trabalhista do governo Temer acabou com inúmeros direitos dos trabalhadores. Mas com união e participação efetiva da categoria vamos intensificar nossa luta para conquistarmos uma Convenção Coletiva que contemple a dignidade aos trabalhadores e impeça as mazelas patronais!

Logo campanha salarial 2018 SITEUma das principais alterações contidas na reforma trabalhista é a que permite que o negociado sobressaia ao que a lei determina.

A Campanha Salarial é exatamente o período em que acontecem as negociações da nossa Convenção Coletiva, que regem “as leis” do telemarketing.

Uma Convenção Coletiva forte, que assegure nossos direitos e cláusulas que garantam a dignidade aos trabalhadores, só serão possíveis com a participação de categoria de fato, pois o Sindicato só é forte quando os trabalhadores estão unidos pela mesma causa. Agora é o momento de mostrar força, mobilização e unidade.

E mais do que nunca bons acordos serão a saída para os problemas.

Vamos usar a regra pela qual o acordado vale mais do que as determinações das leis para conquistar um acordo relevante, com a manutenção de todos nossos direitos e novas conquistas, além de um bom reajuste salarial.

A participação de cada trabalhador e trabalhadora na mobilização e ações convocadas pelo Sindicato será essencial para o fechamento de um acordo favorável.

O momento é agora! Com o envolvimento de todos(as) podemos obter conquistas que farão total diferença no cotidiano das operações.

 

O Sintratel já entregou a Pauta de Reivindicações da categoria ao Sindicato patronal!

As principais reivindicações (bandeiras de luta) são:

•Manutenção da Convenção Coletiva de Trabalho na íntegra;

•Reajuste salarial de 7%;

•PLR de R$ 300,00;

•Cumprimento efetivo da NR-17;

•Pela revogação da reforma trabalhista e retrocessos que ela traz.

 

Dizimimadora de direitos trabalhistas

A reforma trabalhista alterou a CLT e súmulas do TST que eram favoráveis aos trabalhadores. Sabe quantas alterações beneficiam o trabalhador? NENHUMA! Todas facilitam e melhoram a vida dos empresários, que terão muito mais facilidade para explorar os trabalhadores.  Veja algumas das principais maldades da reforma e como elas vão afetar sua vida:

 

Charge 1 Site

 

 

Negociado sobre o legislado

Todo acordo feito entre empregados e patrões tem maior valor que a lei. Daí a importância de fecharmos um Acordo Coletivo que garanta os nossos direitos.

 

  

 

FIQUE ATENTO:

Fim da homologação no seu Sindicato

Quando dispensado, o trabalhador fará a homologação na própria empresa, sem a fiscalização do Sindicato para impedir fraudes.

 

Charge 3 Site

 

 

Trabalho intermitente

A empresa só vai usar o trabalhador quando precisar, e vai pagar só as horas trabalhadas. O trabalhador ficará à disposição do patrão e poderá receber até menos que o salário mínimo.

 

 

 

Sem processo

O trabalhador não poderá recorrer à Justiça do Trabalho caso tenha assinado qualquer acordo com a empresa. E o que é pior, se perder um processo, pagará multa e vai ter que pagar as despesas até do advogado da empresa.

 

Charge 4 Site

 

 

 

Redução do tempo de descanso

Com a falácia de otimizar o seu tempo, os empresários poderão aumentar a carga de trabalho e reduzir a pausa de descanso e refeição.

 

 

Charge 2 Site 

 

Acordo individual de trabalho

Permitirá que  trabalhador negocie diretamente com a empresa itens como duração da jornada, salário, hora extra, entre outros, de igual para igual, numa relação que por si só é desfavorável ao trabalhador, que sempre vai sair perdendo.

 

 

 

Venha fazer parte! Associe-se!

Participe da luta e fortaleça seu Sindicato para impedir a aplicação dessa reforma e se defender do retrocesso!

Nosso instrumento de luta, o Sindicato, precisará estar cada dia mais forte! ASSOCIE-SE FORTALEÇA A LUTA!!

 

Entre em contato:

WhatsApp:

(11) 94958-7437

(11) 95430-2324

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

0
0
0
s2smodern

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar